tipos de armazenagem logistica

Saiba o que é armazenagem flow rack

Mesmo sendo um setor de alta intensidade, a logística proporciona diversas oportunidades de melhoria e aperfeiçoamento de processo. Um ótimo exemplo é a armazenagem flow rack, uma estratégia que não só traz mais versatilidade, com também maior segurança para o dia a dia da empresa.

Afinal, um dos principais entraves de muitas rotinas logísticas é o controle de validade e condições das mercadorias estocadas. E uma estratégia como a armazenagem flow rack otimiza justamente essas etapas, melhorando o trabalho das equipes, bem como os lucros da empresa.

Mas, o que, de fato, é a armazenagem flow rack? Para responder essa pergunta, preparemos este artigo com os principais pontos sobre o assunto. Confira.

Boa leitura!

O que é a armazenagem flow rack?

Basicamente, a armazenagem flow rack é uma estratégia de aprimoramento do processo de estocagem. Não só isso, é uma verdadeira ação de integração, que consegue trazer o mesmos resultados para a expedição de produtos.

A partir do uso de esteiras para a movimentação das caixas e uma posição estratégica das estantes, a armazenagem flow rack permite um processo mais dinâmico dentro do estoque, ao mesmo tempo em que favorece métodos como o FIFO (First In, First Out).

Como a armazenagem flow rack funciona de forma prática?

Como dito, para que a estratégia funcione na prática, é preciso uma estrutura que permita maior dinamicidade. Duas ferramentas são essenciais: as estantes (racks) com aberturas em todos os lados e os roletes que possibilitam a movimentação das mercadorias justamente em cima dessas estantes.

A partir daí, quando a carga entra no armazém, é atribuída a prateleiras específicas. Já dentro da estrutura, a peça desliza para o ponto oposto, formando uma fileira. Quando um insumo é retirado, o próximo material toma seu lugar, mantendo a ordem do primeiro entrando e saindo primeiro.

É um sistema ideal para empresas com uma grande diversidade de produtos, principalmente aquelas com mercadorias perecíveis. Quanto mais bem implementado o armazenamento de flow rack, menores são os números de perda por validade ou avaria.

Quais são as vantagens desse método de armazenamento?

Como uma estratégia de otimização de processo, logicamente, o armazenamento flow rack é capaz de trazer diferentes vantagens para a sua empresa. Confira, abaixo, algumas das principais.

Garante a integridade física das mercadorias

Um dos processos em que mais acontecem avarias nos produtos é justamente a armazenagem. Por serem alocadas e manuseadas de maneira incorreta, muitas vezes em razão de uma estratégia pouco eficiente, diversas mercadorias acabam sendo avariadas e descartadas precocemente.

Com uma movimentação simples e pré-definida na armazenagem flow rack, o risco de colisões ou quedas diminui consideravelmente. É maior segurança tanto para as cargas quanto para os operadores.

Melhora a eficiência da expedição dos pedidos

Um dos segredos de sucesso de toda logística é quando a armazenagem consegue facilitar o processo de expedição. Com a saída de produtos acontecendo de forma mais fluída, a operação tende a melhorar automaticamente.

A estratégia flow rack cumpre com perfeição esse objetivo. Com o posicionamento estratégico das cargas nos racks, tanto a localização de produtos quanto a expedição ficam muito mais práticas e eficientes.

Otimiza a linha de produção

Em razão das peças e materiais deslizarem de forma ordenada, a área de produção passa a receber insumos de acordo com suas necessidades. Desta forma, a atividade não é interrompida ou atrasada por contratempos na armazenagem.

É um processo de desenvolvimento completo, em que a otimização já começa desde o recebimento da mercadoria, seja matéria-prima ou produto final, e segue por toda linha de produção.

Redução os custos da sua empresa

Logicamente, se há menor incidência de avarias, a sua empresa passa a reduzir os custos com o descarte precoce de produtos. Não só isso, a estratégia flow rack possibilita uma otimização que, em médio prazo, resulta em aumento de lucros.

Em outras palavras, as equipes se tornam mais eficientes, os seus clientes têm à disposição mais mercadorias e a sua empresa passa a vender mais.

Enfim, a armazenagem flow rack é uma prática essencial para toda empresa que deseja melhorar os seus números de estoque. Outra ótima dica é fechar parcerias com transportadoras e fornecedores que já trabalham com esses sistemas de otimização, garantindo assim que a operação se mantenha em alto nível por todas as etapas.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e conheça algumas das principais tendências da logística do futuro.

Seguro RCF-DC

O que é o seguro de RCF-DC

O roubo de cargas tem sido um mal que só cresce no país nos últimos anos. Um contratempo que tem saído bastante caro para as empresas, como mostrou um levantamento recente da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística), que apontou um prejuízo na casa do bilhão em razão dos roubos de cargas em rodovias nacionais nos últimos anos.

Para proteger seus colaboradores e mercadorias, cada vez mais os gestores logísticos também buscam entender o que é o seguro de RCF-DC. Afinal, se não há como evitar os assaltos, é possível se prevenir em termos de reembolso e tranquilidade.

Pensando nisso, criamos este para responder o que é o seguro de RCF-DC, bem como abordar os principais pontos sobre o assunto. Confira.

Boa leitura!

O que é o seguro de RCF-DC ?

Conhecido popularmente como o “Seguro de roubo”, o RCF DC é um seguro de carga que protege a mercadoria de situações, de forma total ou parcial, como:

  • apropriação indevida;
  • estelionato;
  • extorsão;
  • roubo;
  • furto.

A sua sigla significa Seguro de Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário. Sendo, como o próprio nome indica, uma apólice contratada pelo transportador da carga.

O principal intuito do seguro RCF DC é garantir que a transportadora consiga arcar com perdas e danos em relação à carga diante dos contratempos citados anteriormente.

O seguro RCF DC é obrigatório?

Segundo a legislação brasileira, o transportador de carga só é obrigado a acionar um tipo de seguro, o RCTR (Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário) – enquanto o embarcador só é obrigado a assinar o Seguro de Transporte Nacional.

Dessa forma, e como o nome também sugere, o RCF DC não é um seguro obrigatório. Trata-se de uma apólice facultativa, ou seja, é possível escolher a sua assinatura ou não. Tudo vai depender da própria análise do transportador mediante ao novo contrato.

Caso entenda a necessidade, a contratação deve acontecer junto a do RCTR C, constando no contrato a participação das duas apólices.

Quais são as coberturas do RCF DC?

Agora que você já sabe o que é o seguro de RCF-DC, é importante entender quais são as coberturas reais que a sua apólice cobre.

Basicamente, o contrato garante indenização à transportadora pelos prejuízos causados ​​por furtos ou roubos ocasionados por ameaças graves ou violência, e pela perda do veículos ou mercadorias. No caso de furto, o RCF DC é válido para mercadorias em trânsito ou em armazenamento, produtos alocados ou não no caminhão. No entanto, existem outros tipos de sinistros que fazem parte da cobertura do RCF DC.

A apólice de seguro cobre grandes perdas ou danos a bens ou mercadorias pertencentes a terceiros, causados ​ pelos seguintes motivos:

  • extorsão simples ou mediante sequestro;
  • apropriação indébita e/ou estelionato;
  • roubos em depósito do transportador;
  • furto simples ou qualificado;
  • roubo total ou parcial.

Por que este seguro é tão importante?

Neste ponto, depois entender o que é o seguro de RCF-DC e saber que não se trata de algo obrigatório, você pode estar se perguntando: por que contratá-lo?

A resposta é bem simples: segurança.

O fato é que a violência é um dos grandes males do nosso século. E não precisa ser um especialista em segurança para entender. Diariamente, vemos notícias que preocupam empresas e sociedade em geral.

Como se trata de algo macroambiente, ou seja, você não tem poder para mudar o cenário imediatamente, é preciso se adaptar. É necessário buscar formas de trazer mais tranquilidade para os motoristas nas estradas. E o seguro de RCF DC é uma ótima forma de fazer isso.

A contratação da RCF DC traz não só a proteção para a empresa que realiza o transporte, mas também oferece garantias adicionais aos seus clientes, os donos da mercadoria.

Além da incidência dos crimes de roubo e furto, o valor do seguro RCF DC é muito baixo se comparado ao preço das mercadorias transportadas. Em outras palavras: é um pequeno investimento que pode evitar grandes perdas e proteger o equilíbrio financeiro de uma empresa.

Enfim, não há motivos para se arriscar. Agora que você já sabe o que é o seguro de RCF-DC, o caminho mais indicado é fechar parcerias com transportadoras que fazem questão de manusear a sua mercadoria estando cobertas com esta apólice. Afinal, a segurança sempre deve constar em qualquer planejamento logístico.

A RDR Soluções Logísticas trabalhando de acordo com os trâmites de segurança completos, garantindo a integridade da sua mercadoria e a eficácia do serviço. Entre em contato com a gente.

SMETA Sedex logística

A importância das certificações na hora de escolher uma transportadora: SMETA

Falta de estrutura, condições de trabalho aquém do ideal e projetos sem padronização são alguns dos exemplos de situações que ainda acontecem em muitas empresas no nosso país. Essa realidade levou setores e associações a criarem certificações como a SMETA, que definem boas práticas de trabalho e verificam o cumprimento de normas reguladoras.

Como uma auditoria, a SMETA representa um grande ganho para o mercado em geral, pois aponta para todas as outras instituições quais empresas estão atuando de acordo com parâmetros considerados seguros.

Para que você saiba tudo sobre a SMETA e entender o porquê ela é importante na hora da escolha de uma parceira logística, preparamos este artigo sobre o assunto. Continue com a gente e confira.

Boa leitura!

O que é a auditoria SMETA?

Basicamente, a auditoria SMETA é um conjunto de boas práticas e ética aplicado na produção industrial em nível internacional. A auditoria não é necessariamente um processo de certificação ou um novo código de conduta. A ideia aqui é trazer um ambiente mais seguro e eficiente para as empresas por meio de avaliações e verificações técnicas.

O conceito foi pensado para reduzir a carga de trabalho das auditorias comerciais e trazer benefícios para empresas e fornecedores do serviço. No modus operandi da SMETA, um fornecedor realiza auditorias e pode até mesmo compartilhar as informações com diferentes clientes.

O sistema funciona dentro do código ETI (Ethical Trade Initiative) e de quatro pilares básicos, o que torna o processo mais eficiente. Confira quais são esses pilares:

  • saúde e segurança;
  • ambiente prático;
  • normas laborais;
  • ética comercial.

Quais são os benefícios da auditoria SMETA para empresas que são certificadas?

Um sistema de produção sustentável e o suporte para as práticas responsáveis de compra e negociação são alguns exemplos de pontos vantajosos que podem tornar a auditoria SMETA importante para empresas de diferentes setores. Os métodos de avaliação aplicados no sistema são focados nos rendimentos positivos de fornecedores e indústrias.

E esses são apenas alguns dos pontos favoráveis do SMETA. Além desses, vale a pena citar os seguintes benefícios:

  • redução dos custos da empresa por meio do compartilhamento e de métodos padronizados de obtenção de informações de cada auditoria;
  • fornecimento de análises comparativas com base em rede de auditoria internacional profissional;
  • melhoria significativa da gestão da cadeia de abastecimento logístico;
  • maior nível de segurança para as equipes internas e externas.

Por que é importante se preocupar com a certificação SMETA na hora de escolher uma transportadora parceira?

É importante ter sempre em mente que os especialistas que realizam as auditorias SMETA são, em geral, profissionais e empresas de gestão de risco reconhecidas internacionalmente e com grande experiência na preparação para esse tipo de serviço.

Embora os auditores da SMETA não tenham um mecanismo formal de certificação, eles são especialistas que participam de inúmeras inspeções e auditorias, bem como de códigos de conduta em outros projetos que integraram o sistema.

Todos receberam avaliações de equiparação após obterem o reconhecimento do trabalho em que estavam engajados e sempre consideraram as diretrizes de ética e conduta. Em suma, ainda que não seja uma auditoria obrigatória, ela permite que fabricantes, distribuidores de mais players tenham melhor acesso aos locais onde podem comercializar seus produtos. Isso ajuda as empresas a expandir as oportunidades de crescimento e alcançar o sucesso.

Diante de todos esses fatos, fica clara a importância de contar sempre com parceiros que já dispõem do reconhecimento da SMETA. Além de passarem por todo processo de auditoria, elas são capazes de garantir uma conduta sempre exemplar no dia a dia.

Nesse sentido, cabe a você no momento de escolha de uma nova transportadora, não só confirmar a existência da certificação SMETA, como também avaliar se os procedimentos exigidos pela vistoria continuam em ação em cada etapa logística.

Conclusão

Enfim, a preocupação com fatores que envolvem a segurança e o bem-estar dos trabalhadores, bem como a sustentabilidade de processos tem ganhado cada vez mais importância no mundo corporativo. Por esse motivo, é necessário que a sua empresa se alinhe a transportadoras que entendam e trabalhem diariamente tendências como a certificação SMETA.

Gostou do artigo? A RDR Soluções Logísticas conta com a certificação SMETA e um know how técnico na aplicação de serviços diários. Acesse e saiba como podemos ajudar a sua empresa hoje.