transporte dia dos namorados

Dia dos Namorados: Acelere suas vendas

Ainda que na grande mídia o Dia dos Namorados não receba tanto destaque quanto outros eventos do ano, como Natal e Ano Novo, para o Varejo, a data está no top 5 de importância em razão do volume de vendas.

Ficando atrás do próprio Natal e do Dia das Mães, o Dia dos Namorados rivaliza com a “Black Friday” em relevância para os empreendedores. Um cenário que só o reforça o quanto é preciso um trabalho mais bem desenvolvido para que a data seja um impulsionador no meio do ano para as empresas.

Pensando nisso, criamos este artigo para falar sobre a importância do Dia dos Namorados e trazer dicas de como você pode melhorar as suas vendas durante a data do mês de junho. Confira.

Boa leitura!

Qual a importância do Dia dos Namorados para o Varejo?

Como dito na introdução, o Dia dos Namorados é uma das datas que fazem o comércio “bombar” ano a ano. Em 2021, por exemplo, somente no comércio virtual, a comemoração apresentou um crescimento de 292,6% em receita, segundo o levantamento da especialista em pesquisa e-Bit.

O estudo ainda mostrou que apenas as transações com o cartão de crédito renderam para o comércio mais de R$ 3,3 bilhões em faturamento, o que representou um salto de 28% em relação ao ano anterior.

Números que ficam ainda mais impressionantes se considerarmos que nos últimos dois anos o mundo estava tentando se recuperar de uma grande crise. Ou seja, a importância do Dia dos Namorados se mostrou muito maior do que diversos gestores poderiam imaginar.

Como acelerar as suas vendas no Dia dos Namorados?

Tendo a certeza sobre a relevância do Dia dos Namorados, o passo seguinte é garantir que os seus números correspondam a todo o cenário positivo. Mas, para isso, é preciso agir de melhor maneira inteligente, afinal, a data é um bom chamariz, mas sem um trabalho consistente dificilmente você conseguirá extrair bons resultados.

Confira as nossas dicas de como garantir boas vendas no Dia dos Namorados.

Invista em presentes e ações específicas para o Dia dos Namorados

Se a data é especial, os produtos também devem ser. Na verdade, você deve fazer com que eles sejam especiais, ainda que sejam itens vendidos o ano todo. Para isso, vale recorrer às estratégias de atração e promoção.

Por exemplo, invista em uma pesquisa junto aos clientes para entender quais produtos são os mais buscados no Dia dos Namorados. Diante do resultado, destaque os itens mais citados através campanhas promocionais, montagem de kits, descontos etc.

São mercadorias buscadas por clientes que querem agradar à pessoa amada, a sua preparação deve seguir a mesma lógica, transformando os produtos em itens românticos e essenciais para o momento.

Garanta um estoque que atenda à demanda

Falamos sobre a importância de trabalhar os produtos para a data, mas a verdade é que a estratégia só será possível se você estiver com um estoque que atenda à demanda para o Dia dos Namorados.

Como você viu, o volume de vendas que antecede à data é muito alto, por isso não dá para arriscar com um estoque que flerte com a incerteza. Embora essa seja uma dica básica, a sua relevância é tão grande que vale a pena fixá-la junto a gestores e colaboradores.

Pegue o seu histórico dos 3 anos anteriores, se reúna com a equipe de Compras e os fornecedores e faça um grande planejamento para o Dia dos Namorados. Entenda as dificuldades de cada um e trabalhe para que todas sejam superadas ou amenizadas, garantindo um resultado interessante para todos os envolvidos.

Trabalhe para oferecer uma experiência completa

Um erro comum de muitos gestores em datas de grande volume é focar apenas na venda e negligenciar outras etapas da jornada do cliente. Uma falha que pode custar os lucros dos próximos anos.

Lembre-se, os clientes hoje buscam muito mais que uma compra barata, eles querem experiência. E mesmo aqueles que não entendem bem esse conceito, fazem comparações entre as marcas e acabam escolhendo aquelas que vão além da venda.

Então, para não correr riscos, aqui, vale uma análise detalhada de cada etapa, por exemplo:

  • avalie se a equipe de Atendimento está preparada para a data;
  • certifique-se de que o seu parceiro transportador tenha know how para entregas e coletas durante dias de alta demanda;
  • verifique se o serviço de pós-venda precisa de ajustes ou investimentos.

Enfim, seguindo essas dicas você certamente conseguirá alcançar bons resultados no período do Dia dos Namorados. Lembre-se: a data é para que os apaixonados fiquem ainda mais felizes presenteando seus amados, a sua empresa deve garantir que tudo continue dessa forma.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e confira como a liderança positiva é benéfica para a logística da sua empresa.

maio amarelo trânsito

Maio Amarelo: Atenção pela vida

Nascido com uma proposta de conscientização sobre os perigos da imprudência no trânsito, o Movimento Maio Amarelo se fortalece a cada ano e busca diminuir um dos problemas mais graves do Brasil atual: o alto índice de mortes e feridos nas estradas e rodovias.

Uma ação importantíssima, ainda mais se formos considerar os números mais recentes. Por exemplo, só em 2021, foram mais de 63.447 ocorrências registradas nas estradas do país, mil casos a mais que em 2020.

Para quem está diariamente no trânsito, como motoristas, caminhoneiros e passageiros, o cenário se torna ainda mais preocupante, pois há uma sensação de impotência em relação à solução do problema.

Em razão disso tudo, iniciativas como o Maio Amarelo são criadas para trazer mais conscientização por parte de todos os envolvidos e, em médio prazo, mudar essa realidade.

Continue lendo e entenda tudo sobre o Movimento Maio Amarelo.

Boa leitura!

O que é o maio amarelo?

Em 2011, mais precisamente no dia 11 de maio, a Organização das Nações Unidas (ONU) definiu a data como a Década de Ação para Segurança no Trânsito. A partir disso, os países participantes da ONU tomaram o mês de maio como referência mundial para o balanço das ações relacionadas à diminuição da violência no trânsito.

Aqui no Brasil, aproveitando o movimento iniciado pelas Nações Unidas, o Poder Público e a sociedade civil se juntaram para criar o Maio Amarelo, uma campanha de conscientização que tem como objetivo tornar o trânsito mais seguro para todos os usuários.

Com o Maio Amarelo, espera-se maior discussão e seriedade sobre a pauta de segurança viária, bem como uma mobilização que envolve os mais variados segmentos, por exemplo:

  • órgãos de governos;
  • entidades de classe;
  • profissionais;
  • associações;
  • federações;
  • empresas.

Quais são as características do maio amarelo?

Assim como outras campanhas, o maio amarelo tem suas próprias características que reforçam o seu objetivo e tornam mais fácil o entendimento por outras pessoas. Confira abaixo.

Nome da campanha

A ideia de utilizar uma junção de “mês e cor” vem do sucesso de outros movimentos que adotam esse mesmo sistema, tais como, o Novembro azul e o Outubro rosa – que alertam sobre o câncer de próstata e mama, respectivamente.

Embora não fale sobre uma doença específica, o maio amarelo estimula à promoção de atividades voltadas ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro e fora do trânsito – não é uma doença, mas é um mal que assola a nossa sociedade.

Marca da campanha

O “maio amarelo” é simbolizado por um laço na cor amarelo, também seguindo a lógica de outras campanhas. Porém, o amarelo em questão é uma alusão à uma das cores do semáforo, justamente àquela que pede “atenção” aos motoristas.

Em outras palavras, a escolha proposital da fita amarela tem o intuito primordial de alertar para o fato de que a sociedade precisa tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia, incentivando assim cada cidadão a agir com mais segurança e responsabilidade, protegendo a sua própria vida e a das demais pessoas.

O trabalho da RDR para aumentar a segurança dos seus colaboradores no trânsito

Como dito ao longo do texto, o maio amarelo é uma campanha de conscientização, dessa forma, ela só se torna efetiva quando empresas, motoristas e demais usuários do trânsito seguem suas informações.

A RDR Soluções Logísticas entende isso e faz a sua parte para trazer mais segurança para os seus colaboradores que estão diariamente nas estradas e rodovias do país.

Esse cuidado pode ser comprovado até mesmo a partir dos tópicos 1, 2 e 5 do nosso Código de Conduta, que falam, respectivamente:

Padrão de conduta: conduzimos as nossas operações com intuito de manter e construir parcerias sólidas… se adequando às condições de mercado e as necessidades de nossos clientes, respeitando as leis, a vida e o meio ambiente

Cumprimento da Lei: todos os funcionários, colaboradores e parceiros estão obrigados a trabalhar em conformidade com as leis.

Saúde e Segurança: a empresa cumpre e determina aos seus funcionários toda e qualquer atendimento à legislação e às boas práticas de saúde e segurança. Utiliza dos programas PPRA- Programa de Prevenção de Riscos Ambientais e PCMSO- Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional para nortear suas ações.

Além disso, a RDR investe em ferramentas de rastreamento e comunicação para que os motoristas tenham um suporte contínuo durante os serviços de coleta e entrega de mercadorias.

Enfim, com o maio amarelo é possível fugir das falácias e discutir o tema sobre segurança no trânsito de maneira efetiva dentro da sua empresa. Lembre-se: sem a participação de todos, o movimento torna-se apenas uma ação decorativa. Então, engaje suas equipes, parceiros e clientes nesse importante tema.

Gostou do artigo? Então continue no nosso blog e saiba agora como aplicar a liderança positiva na logística da sua empresa.

trabalhar com logística

Profissional de Logística: 5 dicas para se destacar em 2022

Quando falamos de um profissional de logística hoje, estamos falando de alguém essencial para o sucesso das empresas. Afinal, é papel deste profissional gerir uma das áreas mais estratégicas de qualquer negócio, buscando um equilíbrio entre custo e produtividade.

Por exemplo, sem um profissional capacitado, a logística da sua empresa pode ruir e fazer com que as atividades do dia a dia simplesmente travem. Com isso, você deixa de movimentar e vender os produtos e os clientes ficam sem consumir ou receber as entregas. Ou seja, um cenário de verdadeiro caos para todos.

Mas, em 2022, um profissional de logística precisa ser muito mais que estrategista, ele preciso ser acima da média. Mas, como conseguir isso? É exatamente o que mostraremos no post de hoje. Continue lendo e confira 5 dicas para se tornar um profissional de logística diferenciado este ano.

Boa leitura!

1. Dicas para um profissional de logística: atendimento ao ciclo completo do produto

Um profissional de logística em 2022 deve ser um gestor pessoa capaz de acompanhar de forma real todo o fluxo logístico do produto da sua empresa. Ele precisa conhecer de cor todas as atividades que envolvem o processamento de um pedido. Ou seja, deve ter o domínio sobre:

  • preparação do pedido;
  • transmissão do pedido;
  • recebimento do pedido;
  • entrega final do pedido.

2. Dicas para um profissional de logística: gestão de estoque e armazenamento

Alguns especialistas dizem que o sucesso de uma operação se define no armazenamento. Se ele acontece como o esperado, as chances de bons resultados são enormes. Mas, caso o processo não flua corretamente, é muito provável que a operação logística não alcance o objetivo.

Nesse sentido, um bom profissional de logística em 2022 precisa ser capaz de desempenhar um papel diferenciado em relação ao estoque, dominando técnicas e estratégias que abranjam todo o processo de armazenamento, tais como:

  • Controle da produção;
  • Controle de pedidos e entregas;
  • Controle de reposição de mercadoria;
  • Preparação para ocorrências: roubo, avaria etc.

3. Dicas para um profissional de logística: controle sobre os custos logísticos

Como dito na introdução, um dos maiores objetivos, e também desafios, de qualquer gestor logístico é equilibrar os custos e a produtividade da sua equipe. Os gastos devem sempre estar dentro da realidade da empresa.

Para que isso seja possível, o profissional de gestor precisa conhecer os custos que envolvem as práticas logísticas, garantindo que eles não sejam ultrapassados e não comprometam o bom andamento do negócio.

É fato que a logística é um setor custoso, portanto não há como fugir dos gastos. No entanto, ao conhecer todos os gastos, o gestor consegue redimensioná-los e entender quais podem ser flexibilizados a cada mês ou a cada operação. Entre os principais custos dentro da logística, estão:

  • Diretos e indiretos;
  • Fixo e Variáveis;
  • Armazenagem;
  • Mão de obra;
  • Transporte;
  • Tecnologia.

4. Dicas para um profissional de logística: Gestão de transporte

Outro ponto fundamental dentro da logística é a gestão de transporte, afinal, a movimentação externa das mercadorias deve corresponder às necessidades da empresa e dos clientes.

Como um profissional moderno, o gestor logístico deve estar preparado para analisar e tomar decisões importantes em relação a essa etapa. Por exemplo, é responsabilidade do gestor definir se é mais viável para a empresa contar com uma frota própria ou optar por estratégias menos custosas como a terceirização.

Como vimos no tópico anterior, a parte do transporte é uma das que mais demandam financeiramente dentro da logística. Por isso, um profissional de logística em 2022 deve tomar decisões que equilibrem as contas e mantenham um transporte de qualidade.

5. Dicas para um profissional de logística: aperfeiçoamento e autoconhecimento

Todos os pontos apresentados até aqui são importantes para que, em 2022, como profissional de logística, você esteja preparado para corresponder às demandas dos clientes e do mercado de maneira geral.

Porém, como diz o ditado popular: “Conhecimento é poder”. Sendo assim, para se diferenciar dos demais, você deve sempre buscar novos conhecimentos e estratégias. Tenha sempre em mente que o que fica parado no tempo acaba se tornando obsoleto.

É importante manter os estudos, investir em treinamentos e novas estratégias para se aperfeiçoar e estar sempre em sintonia com as tendências do setor.

Enfim, essas foram as nossas dicas que ajudarão você a se tornar um profissional de logística mais bem-preparado em 2022. Analise todas as informações e comece sem demora a colocar todos os planos em ação.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e confira agora algumas das tendências da logística para 2022.

dicas de logística para páscoa

Logística na Páscoa: Como se preparar?

No final de fevereiro, supermercados, atacadistas e demais estabelecimentos comerciais já começam a montagem das parreiras para a exibição dos ovos de Páscoa. A partir disso, o cliente já sabe que chegou o momento mais doce do ano. E, os gestores, por sua vez, sabem que precisam ter pronta a logística na Páscoa.

Agora, mais uma vez, a tão esperada data está chegando. E se para os clientes a Páscoa representa apenas festa e diversidade dos ovos de chocolate, para as empresas representa muito trabalho e estudos sobre conceitos como a sazonalidade.

É preciso lidar não somente com a expectativa dos clientes, mas também com o fato do aumento exponencial de uma única modalidade de produto. Mas, como estar preparado para a logística na Páscoa? É exatamente isso que veremos no post de hoje. Confira.

Boa leitura!

Por dentro da sazonalidade

Como você deve saber, a sazonalidade é a presença de variações que acontecem em períodos específicos do ano. A parte interessante é que ela pode ser negativa ou positiva, dependendo como a sua empresa lida com a situação.

O fato é que, querendo ou não, a sazonalidade sempre traz algum tipo de impacto. Desde o aumento do estoque até as expectativas dos clientes, a empresa precisa estar preparada para diversas mudanças.

No período da Páscoa, por exemplo, o consumo de ovos e produtos de chocolate cresce significativamente, concentrando a atenção de quase todos os setores do supermercado ou atacado, principalmente a logística, que precisa estar atenta a todos os detalhes para que o período sazonal represente um impacto positivo para os cofres da empresa.

A sazonalidade e a logística

Como dito, a sazonalidade interfere diretamente na logística, pois o setor é o responsável por garantir que o volume do produto sazonal corresponda à demanda. Mas é claro que, para isso, é necessário criar uma estratégia que esteja de acordo com a realidade do setor e da empresa.

Quando falamos da logística na Páscoa, estamos falando de uma preparação que precisa começar de forma bastante antecipada, tendo em vista que os ovos de chocolate devem estar nas prateleiras mais de 1 mês antes da data oficial.

Como a logística compreende várias etapas, como separação, armazenamento e expedição, o gestor deve assegurar um alinhamento de equipes internas e externas, bem como, um trabalho bem nivelado com os parceiros transportadores.

Em resumo: sem uma logística bem-preparada, a sazonalidade acaba se tornando somente uma grande dor de cabeça para o supermercado ou atacado. Porém, quando ela é bem executada, os frutos tendem a ser interessantes.

Como realizar o transporte dos ovos de chocolate com eficiência?

A cada ano no Brasil são produzidas e distribuídas toneladas de ovos de Páscoa durante o período sazonal. Quando as empresas conseguem converter esse volume em vendas, todos saem ganhando.

Mas, quando se trata do transporte de produtos tão frágeis, a logística deve adotar uma série de medidas para assegurar a integridade física, bem como a qualidade, da mercadoria durante todo o processo e evitar surpresas negativas tanto para as empresas quanto para os clientes finais.

Entre os pontos que não podem faltar durante o transporte, estão

  • Veículos apropriados para o transporte com temperatura controlada;
  • Manipulação cuidadosa dos ovos de chocolate;
  • Acondicionamento seguro dos produtos;
  • Embalagens protetoras resistentes;
  • Armazéns climatizados.

Como construir um planejamento para a logística na Páscoa?

Como dito ao longo do texto, a movimentação da logística na Páscoa precisa começar com meses de antecedência, afinal, para muitos produtores, a data é basicamente o momento mais importante do ano.

O planejamento deve considerar todas as etapas logísticas até a entrega final nos pontos de venda. Desde a coleta inicial até o agendamento de entrega da transportadora precisam estar no radar do gestor.

Também é importante trabalhar o controle de inventário, principalmente se o supermercado ou atacado contar com diversas filiais. Esse detalhe garantirá que todas as lojas recebam a quantidade correta de ovos.

Além de tudo isso, o seu planejamento da logística na Páscoa deve contemplar a participação de transportadoras qualificadas e com experiência na movimentação desse tipo de produto. Afinal, o nível de qualidade dos processos fora da empresa é o que dirá se você conseguirá entregar todo o volume necessário para a data.

Enfim, a sazonalidade é sim um período que apresenta seus desafios. Porém, com a preparação correta e com parceiros experientes, a tendência é que a sua logística na Páscoa seja capaz de corresponder à demanda e garantir a satisfação do cliente no final do feriado.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e confira agora como receber mercadorias do jeito certo e evitar prejuízos.

gestão de supermercados e atacadistas

Como aplicar Boas Práticas para Supermercados e Atacadistas

Nunca se falou tanto em higiene e saúde no mundo profissional. Depois de uma pandemia sanitária que impactou a todos, se tornou praticamente impossível não discutir esses tópicos dentro das empresas. Hoje, podemos afirmar que as boas práticas para supermercados e atacadistas deixaram de ser algo convencional para se tornarem essenciais.

Afinal, não há maneira melhor de garantir a higienização correta de alimentos e objetos do que definindo boas práticas de manipulação antecipadamente. Com uma cartilha preparada, as chances de falhas neste assunto se tornam mínimas.

Mas, será que você sabe o que são essas boas práticas para supermercados e atacadistas e como aplicá-las no dia a dia da sua empresa?

Para ajudar você, preparamos este artigo abordando esses e outros tópicos sobre o assunto. Confira.

Boa leitura!

O que são as boas práticas de manipulação?

O primeiro ponto que devemos entender é que as boas práticas para supermercados e atacadistas não são “caprichos” ou mesmo diferenciais de uma empresa. Na verdade, elas são normas estabelecidas desde 2004.

Naquele ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) definiu regras de higiene que deveriam ser seguidas por todos os estabelecimentos do ramo alimentício. As normas saíram na Resolução RDC 216/2004.

Em outras palavras, as boas práticas de manipulação são processos definidos por um órgão federal que detalham procedimentos a serem adotados por empresas de alimentação no intuito de assegurar a qualidade higiênico-sanitária e a conformidade dos alimentos com a legislação.

Em outras palavras, ao não aplicar esses conceitos no dia a dia, você não só estará colocando a saúde dos clientes em risco, também estará correndo um grande risco de multas e sanções.

Como aplicar as boas práticas para supermercados e atacadistas?

Entendendo a essencialidade das boas práticas para supermercados e atacadistas, o próximo passo é saber como, de fato, aplicá-las na rotina da sua equipe.

Se está com dúvidas, confira abaixo algumas dicas que preparamos para você.

Higienize todos os equipamentos da empresa que têm contato direto com os alimentos

A primeira ação a se tomar é certificar-se de que tudo que tem contato direto com os alimentos é devidamente higienizado. Afinal, não é incomum que os produtos sejam contaminados justamente na mudança de um local para o outro.

Assim, em relação aos equipamentos, você deve:

  • Higienizar todos os objetos que têm contado com as máquinas;
  • Manter o lixo afastado desses equipamentos;
  • Lavar e higienizar tudo antes e após o uso.

Garanta um ambiente seguro e arejado

Outro ponto que não pode passar despercebido é o ambiente em que os processos ocorrem. O local, além de seguro, precisa ser asseado. Para isso, você deve:

  • Cuidar da manutenção predial, focando no conserto de infiltrações, rachaduras, goteiras e tudo que possa facilitar a infestação de umidade;
  • Realizar limpeza diária do estabelecimento como um todo;
  • Seguir a manutenção correta da parte elétrica.

Não descuide da higiene durante o preparo dos alimentos

Mesmo que a sua empresa não fabrique produtos finais para revender, é comum que supermercados e atacados contem com espaços para alimentação dos funcionários. Dessa forma, o preparo dos alimentos não pode fugir das boas práticas.

Aqui, os cuidados com higiene envolvem:

  • Não utilização de adornos como brincos, anéis e pulseiras no momento de preparação;
  • Utilização de máscaras de proteção para evitar contaminação dos alimentos;
  • Conservação das mãos sempre limpas e utilização das luvas de proteção;
  • Limpeza contínua do uniforme da empresa.

Fique atento na hora de escolher os seus parceiros

Nas boas práticas para supermercados e atacadistas, os seus parceiros não podem ficar de fora. Tanto transportadoras quanto fornecedores devem seguir a mesma linha de higiene da sua empresa, diminuindo o risco de contaminação em todo o processo.

Para isso, é importante:

  • Pesquisar pelo histórico dos parceiros antes de fechar novos negócios;
  • Atentar-se à qualidade e às datas de vencimento dos itens recebidos;
  • Definir prazos e exigências claras para o transporte das cargas.

Enfim, seguindo essas dicas de boas práticas para supermercados e atacadistas, certamente a sua empresa conseguirá alcançar ótimos benefícios como: eliminação das DTA – Doenças Transmitidas por Alimentos, garantia das condições higiênico-sanitárias do alimento preparado, maximização dos lucros e satisfação dos clientes;

Gostou do artigo? Então, continue no nosso blog e entenda agora como receber mercadorias do jeito certo e evitar prejuízos.

logística supermercados

Gestão de Supermercados: Oportunidades na crise

Sem dúvida, a última crise sanitária atingiu todo o mundo e trouxe impactos negativos, em diferentes proporções, para todas as empresas. Porém, há um conceito no mundo corporativo que defende que toda crise também traz espaço para novas oportunidades. Partindo deste princípio, com uma boa gestão de supermercados, podemos afirmar que você pode conseguir novos resultados em um futuro próximo.

Além disso, verdade seja dita, o setor de supermercados não sofreu da mesma forma do que segmentos como Turismo, Eventos Culturais, entre outros. Sendo assim, a chance de sucesso a partir de pequenas mudanças é muito maior.

Mas, o que mudar para aproveitar as oportunidades neste pós-crise? É exatamente isso que mostraremos a seguir. Continue com a gente e confira.

Boa leitura!

Logística mais eficiente e alinhada à gestão de supermercados

A logística é um dos pilares fortes da gestão de supermercados, influenciando diretamente na lucratividade, conquista e fidelização de clientes. Uma logística otimizada consegue agregar valor aos serviços e produtos do seu supermercado e manter em alta a credibilidade da marca.

Diante disso, nada melhor do que aproveitar o pós-crise para alinhar ainda mais a logística com a gestão do seu supermercado, trabalhando um conjunto de estratégias e ações que gerenciem os recebimentos e entregas de produto, buscando realizar os processos de forma cada vez mais rápida e econômica.

Essa mudança também deve incluir uma análise dos parceiros, avaliando se as transportadoras e fornecedores atuais, por exemplo, são capazes de corresponder a um novo padrão de qualidade buscado por sua empresa.

Marketing e presença em redes sociais

Se tem um ponto que a última crise comprovou ao mundo corporativo é de que o futuro está no digital. Muitas empresas simplesmente não quebraram porque tinham se preparado antecipadamente para funcionar exclusivamente de maneira digital.

Porém, o principal ensinamento que fica é que você não precisa esperar o momento mais difícil para fazer essa transformação no seu supermercado.

Mas é claro que nada acontece por mágica. É preciso sim uma forte presença nas redes sociais e demais plataformas, mas isso deve ser feito através de uma estratégia de marketing bem elaborada e gerenciada por especialistas. Quanto mais eficiência neste ponto, maior também tende a ser o alcance do seu supermercado.

Utilização de aplicativos mobile

Continuando na revolução tecnológica impulsionada pela crise sanitária, chegamos aos aplicativos mobile. Ferramentas hoje mais comuns do que, por exemplo, assistir televisão diariamente.

As pessoas hoje utilizam aplicativos mobile para realizar diferentes atividades, das mais triviais até as mais importantes. E a gestão de supermercados não pode ficar dessa nova realidade.

A melhor parte é que os APPs podem ser implementados em diferentes frentes. É possível adotá-los para o gerenciamento das equipes, tornando possível a gestão à distância, bem como para facilitar a comunicação com os clientes. A sua empresa pode disponibilizar softwares para contato e, também, para a realização de compras on-line. Afinal, foi se o tempo em que o cliente precisa se deslocar até a loja para comprar alguma coisa.

Aplicação de boas práticas de higiene para supermercados

A pauta sobre limpeza e higiene está em voga no mundo corporativo, e provavelmente se manterá assim por um bom tempo. Nesse sentido, cabe a você trabalhar para que esse tópico seja bem desenvolvido no seu supermercado e represente até mesmo uma vantagem competitiva.

Isso pode ser feito a partir da definição e aplicação de boas práticas de higiene para supermercados: processos que detalham ações a serem adotados por todas as equipes no intuito de assegurar a qualidade higiênico-sanitária e a conformidade dos alimentos com a legislação.

Alguns exemplos dessas práticas são:

  • higienização dos equipamentos antes e depois do uso;
  • atenção redobrada durante o preparo de alimentos;
  • manutenção de um ambiente seguro e arejado;
  • parcerias alinhadas com o padrão da empresa.

É importante reforçar que além de ser um ponto fundamental para a segurança e a credibilidade da empresa, a aplicação de boas práticas de higiene também é um cumprimento da Resolução RDC 216/2004 da Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Treinamento dos colaboradores para acompanhar as transformações

Todas as dicas apresentadas até aqui são importantes para você desenvolver uma ótima gestão de supermercados e aproveitar as oportunidades que se apresentarão no setor. No entanto, sem uma equipe preparada e atualizada, será muito difícil colocar o planejamento em prática.

Afinal, são os colaboradores que trabalham em cada uma das frentes que o seu supermercado precisa para se tornar cada vez mais forte.

É mais do que necessário investir em treinamento e atualizações para todas as equipes. Treinamentos diversos, que vão desde como seguir manuais de limpeza e higiene, passando pelas formas de como usar as redes sociais, até a negociação de novos contratos com transportadoras e fornecedores.

Enfim, essas são algumas das dicas que podem ajudar você a desenvolver uma boa gestão de supermercados no período pós-crise. Tenha sempre em mente que novas oportunidades certamente surgirão, mas você precisa estar preparado para aproveitá-las da melhor maneira possível.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e saiba agora como aplicar logística com propósito em 2022

como receber mercadoria no galpão

Como receber mercadorias do jeito certo e evitar prejuízos

Uma operação logística é composta por diversos processos que precisam ser executados com o mesmo nível de qualidade. Cada etapa tem a sua importância e tudo começa com a recepção da carga. Até por isso, a sua equipe precisa estar preparada e conhecer as melhores práticas de como receber mercadorias com eficiência.

Ainda que pareça algo simples, muitas empresas acabam tendo dificuldades em etapas subsequentes justamente por não se atentarem aos detalhes durante o recebimento inicial da carga.

Então, para você não correr esse tipo de risco, preparamos este artigo com algumas ótimas dicas de como receber mercadorias com qualidade. Continue com a gente e confira.

Boa leitura!

Faça um checklist de como receber mercadorias

Há um ditado popular que diz “Quando você organiza tudo, nada se desorganiza”. É uma ideia simples, mas enfatiza o quanto é importante você se preparar previamente para todo tipo de situação.

Por isso, vale muito a pena criar um checklist de como receber mercadorias. Afinal, sem um direcionamento pré-definido, a equipe acaba tendo que “improvisar” demais e, dificilmente, alcança os resultados esperados.

É importante não deixar passar nenhum detalhe e descrever o passo a passo de tudo. O segredo é ter o entendimento completo do processo, desde os fornecedores que entregam os insumos e mercadorias até a equipe que faz a recepção primária.

Confira algumas dicas de como montar o seu checklist:

  • faça a organização das mercadorias por categorias (valores, tamanhos, características semelhantes etc.);
  • repasse o modelo de recepção de mercadorias com os fornecedores;
  • durante o recebimento, avalie as condições dos itens e a quantidade;
  • verifique se há defeitos ou avarias;
  • recolha as notas fiscais.

Crie um cronograma de entrega de mercadorias

Além do checklist em que todos estarão preparados para receber os itens, é importante que você tenha um cronograma de entrega. Afinal, é preciso administrar corretamente o espaço disponível para armazenamento de itens na sua empresa.

Para não correr o risco de deixar a equipe de recepção em uma situação complicada, o seu cronograma deve alinhar as datas de entrega dos fornecedores considerando o que já está armazenado.

Outra equipe que deve estar ciente ou participar da criação desse planejamento é a de Compras, pois é o setor responsável pela aquisição de todas as mercadorias. Com o cronograma, a equipe pode, por exemplo, evitar adquirir uma remessa maior de um mesmo produto para não sobrecarregar o estoque.

Além disso, o setor de Compras será capaz de definir com os fornecedores as melhores datas de entrega, facilitando não só o trabalho da recepção, mas também dos responsáveis pelas outras etapas logísticas.

Faça integração de setores

Aproveite a participação da equipe de Compras já para fazer a integração dos demais setores envolvidos com a logística da empresa. Esse é o tipo de estratégia que traz ótimos benefícios em termos de agilidade e produtividade de serviço.

Na verdade, muitos outros desafios serão superados quando a integração de setores é aplicada de maneira correta. A logística, por exemplo, consegue combinar vários pontos para criar um planejamento completo de recebimento, compra, venda e envio.

Além disso, a integração permite que informações importantes sejam obtidas de forma instantânea. Atrasos, compras interrompidas, gastos acima da média, agenda de entrega, entre outros: tudo compartilhado com as equipes que são impactadas de alguma forma.

Uma ótima maneira de garantir esse nível de integração é investindo em tecnologia inteligente. Ou seja, softwares de gestão (ERP) que cubram os principais setores da sua empresa e mantenham todos informados sobre o andamento dos processos.

Garanta uma equipe bem preparada

Todas as dicas até aqui serão importantes para você entender como receber mercadorias de forma bem-sucedida. Porém, a verdade é que a melhor das estratégias não irá funcionar se você não tiver uma equipe bem preparada.

Por isso, vale a pena focar atenção também na mão de obra logística e identificar o que pode ser feito em termos de treinamento e aprimoramento. É importante não só fazer uma análise artificial, mas também realizar apresentações detalhadas sobre os processos, entendendo de forma real as dúvidas de cada membro da equipe.

Tenha em mente que profissionais qualificados trabalham de forma estratégica e analítica. Invista nisso. Como resultado, certamente você terá um ganho de produtividade e qualidade.

Enfim, esperamos que essas dicas ajudem você a criar uma ótima estratégia de como receber mercadorias. Mas, vale reforçar que além de checklists e treinamentos internos, é necessário trabalhar com parceiros que sigam a mesma filosofia de organização e eficiência. Fornecedores e transportadores precisam estar alinhados com o padrão de qualidade da sua empresa.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e entenda agora o que é uma solução intralogística.

dicas combustível caminhão

Frota: Como economizar combustível em 2022

Quem conta com uma frota de veículos hoje em dia, seja grande ou pequena, certamente tem como uma das grandes preocupações a economia de combustível. Em razão dos seguidos aumentos, o gasto com este item tão importante na logística cresceu de forma desordenada.

É claro que se trata de um fator macroambiente, em que você só pode se adaptar e não interferir. Mas, com algumas boas práticas, é possível, pelo menos, minimizar os gastos.

Confira, a seguir, as dicas que preparamos para você economizar combustível em 2022.

Boa leitura!

Por que economizar combustível é tão importante para a frota e para a sua empresa?

Muito além da obviedade do custo-benefício, a economia de combustível é um fator que impacta diretamente na sua empresa, na frota de veículos e no mercado como um tempo.

Uma operação logística já envolve um número considerável de gastos. Impostos, seguros, frete, entre outros, são valores que o gestor precisa arcar para realizar um processo logístico básico. E muitos deles são afetados pelo preço combustível. Quanto mais alto este item, mais cara tende a ser a operação logística.

Quando a sua empresa trabalha com frota própria a situação fica ainda mais complicada. Além dos gastos rotineiros, você precisa se preocupar com questões como manutenção, documentação, contratação de pessoal e, logicamente, o combustível.

Em resumo, é um ciclo em que todos são afetados e a sua empresa acaba vendo os lucros diminuírem ou ficarem abaixo das expectativas.

Como economizar combustível em 2022?

Como vimos, economizar combustível pode impactar não só a sua empresa, mas o setor como um todo. E com os recentes aumentos que vêm acontecendo no nosso país, é mais do que necessário você definir boas práticas de uso para 2022.

Então, confira as nossas dicas de como economizar combustível neste ano.

Não ultrapasse o limite de carga dos veículos

Você conhece o ditado “O barato sai caro”? Pois é exatamente isso que acontece quando você ultrapassa o limite de carga dos veículos de transporte. No intuito de faturar mais ou “agilizar” um processo, você acaba tomando uma atitude que pode acarretar em diversos prejuízos.

Além do aumento notável do combustível, em razão do maior esforço que o veículo fará ao longo do caminho, ultrapassar o limite de carga permitido é ilegal e pode acarretar em multa ou apreensão caso o veículo seja parado em uma fiscalização.

Outro ponto é que as peças acabam sofrendo muito mais, o que pode resultar na diminuição da vida útil de componentes e sistemas.

Mantenha a manutenção em dia

Uma frota é composta por grandes veículos de transporte que, por sua vez, são formados por diferentes sistemas. Todos esses sistemas precisam funcionar em harmonia e dentro do mesmo padrão de eficiência. E, para garantir isso, é preciso manter a manutenção em dia.

Sempre que há um problema o motor tende a fazer mais força para manter o veículo em velocidade, puxando mais gasolina por consequência. E quando você não realiza a manutenção, corre o risco de passar um bom tempo gastando combustível a mais em saber.

A manutenção em dia não só impede que você gaste mais com combustível, como também ajuda a evitar gastos emergenciais de peças – o que, em geral, resulta em aumento de custos.

Defina rotas inteligentes

Claro que no final do processo, o importante é que a mercadoria chegue segura e dentro do prazo para o cliente. Porém, com uma boa estratégia, você é capaz de fazer isso e ainda economizar combustível.

Criando rotas inteligentes, por exemplo, a sua empresa consegue otimizar o tempo de transporte. Basicamente, você define caminhos que facilitem a movimentação do veículo. Locais como:

  • Estradas com melhor pavimentação e iluminação;
  • Estradas com baixo índice de roubos e furtos;
  • Estradas com sinalização correta.

Com isso, você garante que o processo aconteça com menores possibilidades de atrasos e contratempos. E quanto mais a operação ocorrer como previsto, menores são os gastos com combustível, peças etc.

Mantenha os pneus dos veículos calibrados

Essa é uma dica simples, mas, por incrível que pareça, é constantemente esquecida por gestores e motoristas no dia a dia. E, não se engane, a calibragem dos pneus tem tudo a ver com economia de combustível.

Com pneus murchos, mais uma vez, o motor acaba tendo que trabalhar dobrado, puxando mais combustível. Realizando a calibragem só uma vez por semana você já evita toda essa situação e foge de gastos desnecessários.

Mas, vale a atenção na hora da calibragem para a pressão nos pneus. Siga sempre a recomendação do fabricante para garantir uma calibragem adequada.

Além dessas dicas, vale a menção de que ao fechar a parceria com uma transportadora especializada, você não precisa se preocupar com a questão dos combustíveis. A empresa de transporte já conta com a própria frota e se responsabiliza por todos esses custos operacionais. Uma forma prática, inteligente e eficiente de economia.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e saiba agora o que é o seguro RCTR-C.

logística com propósito

Logística com Propósito em 2022: Como aplicar?

Há alguns anos, se alguém falasse sobre logística com propósito, certamente estaria se referindo a objetivos como lucros, redução de custos, eficiência no prazo de entrega, entre outros. Mas, em 2022, este conceito traz toda uma nova onda de significados.

Claro, as metas corriqueiras de qualquer empresa logística continuam. Os gestores e ainda precisam buscar lucros, reduzir gastos e melhorar a eficiência operacional. Porém, a sociedade hoje espera muito mais das empresas. Pautas que antes pareciam restritas a alguns setores já são consideradas pelos clientes na hora de fechar negócios dentro da logística.

Este é o “novo mundo”, em que a ideia de “fazer negócio a qualquer custo” já não é mais vista com bons olhos. Para uma empresa se destacar e se tornar preferência, precisa ir além do operacional, deve mostrar que os seus valores estão alinhados com os da sociedade.

Para você entender melhor sobre a logística com propósito e saber como aplicá-la na sua empresa, preparamos este artigo sobre o assunto. Confira.

Boa leitura!

O que é a logística com propósito em 2022?

Como dito, em 2022, trabalhar a logística com propósito é compreender que há aspectos e impactos a considerar que vão além dos lucros e metas operacionais. A ética, que muitas vezes é convenientemente ignorada no mundo dos negócios, deve estar presente em todas as decisões.

Pautas coletivas como a defesa do meio ambiente devem integrar planejamentos anuais e se tornarem objetivos de médio prazo.

Tudo isso traz como resultado maior credibilidade da marca, que passa a ser vista com bons olhos pelo mercado e, principalmente pelos clientes.

Em uma sociedade que cada vez mais cobra ações por parte das empresas, trabalhar com propósitos é sim um bom negócio.

Mas, como aplicar a logística com propósito na sua empresa?

Neste ponto, já deve estar claro o conceito e a importância da logística com propósito. Então, agora, é preciso entender como aplicá-la no dia a dia.

Confira as nossas dicas.

Conecte a sua empresa com as necessidades reais e atuais dos clientes

Uma forma real de trabalhar a logística com propósito é jamais deixar “o cliente na mão”. Porém, não se trata apenas de cumprir prazos, mas sim de garantir que necessidades reais sejam atendidas.

Por exemplo, se a sua logística atende a área farmacêutica, você deve trabalhar para que os remédios sempre cheguem da forma correta em hospitais, farmácias etc. Se atuação for com perecíveis alimentícios, que os supermercados estejam sempre abastecidos com os alimentos.

Dessa forma, a sua empresa garantirá que o cliente final não terá dificuldades em encontrar o que precisa no dia a dia.

Analise o tipo de impacto ambiental e social que a sua empresa causa

O compromisso com o desenvolvimento social e a defesa de pautas importantes para a proteção do meio ambiente são a base fundamental da logística com propósito. Se tratando de uma área que tem real participação no aumento da poluição, a preocupação nesse sentido deve ser contínua.

É preciso que a sua empresa invista em estudos sérios e análises sobre como é possível impactar cada vez menos na geração de resíduos, emissões de carbono e consumo de recursos.

Isso mostra que a marca foca além da questão comercial. Há uma preocupação real com a proteção do meio ambiente e, principalmente, com a saúde das pessoas.

Faça um trabalho de engajamento sobre pautas diversas junto a suas equipes

Além das questões ambientais, a logística com propósito visa a discussão de pautas que estão em voga na sociedade, mas que nem sempre foram consideradas dentro das empresas.

Pautas sobre gênero, raça, etnia, idade, credo, deficiência, entre outros, já não podem mais passar despercebidas por empresários e gestores. A igualdade plena é uma exigência forte da sociedade atual e o setor logístico não pode fugir disso.

Nesse sentido, vale a pena desenvolver trabalhos de engajamento para o entendimento dessas questões junto às equipes internas e externas da sua empresa.

Enfim, o que você deve ter em mente é que a logística com propósito se torna um diferencial quando ela está alinhada com as necessidades e as pautas atuais da sociedade. E não basta apenas conhecê-las ou entendê-las, é preciso trabalhar para que o setor corresponda de maneira real, aliando eficiência operacional com ética e valores.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e entenda agora a importância de escolher uma transportadora que conta com a certificação SMETA.

previsão de demanda para estoque

Como aplicar previsão de demanda para estoque

Embora não seja muita falada entre o público fora da logística, a previsão de demanda para estoque é, sem dúvida, uma função essencial dentro do setor. Todo gestor sabe, ou deveria saber, que sem ela é quase impossível manter um estoque saudável e que corresponda aos planos de lucro da empresa.

Na verdade, um bom trabalho da previsão de demanda traz vantagens que hoje são fundamentais para dentro de qualquer segmento, como redução de custos e ótimo retorno sobre investimento (ROI).

Devido a sua grande relevância, preparamos este artigo abordando os principais pontos sobre a previsão de demanda para estoque. Continue com a gente e confira.

Boa leitura!

O que é a previsão de demanda para estoque?

Como o próprio nome aponta, a previsão de demanda é um trabalho realizado previamente visando o nivelamento do estoque da sua empresa. Ou seja, é um estudo que analisa o volume de mercadoria que a sua empresa precisará em determinado período para atingir os objetivos traçados.

Uma função muito importante para que a sua logística não seja surpreendida, por exemplo, com a falta de alguns dos seus principais produtos. Sem isso, em uma época sazonal o seu estoque corre grande risco de escassez ou grande lotação.

Ao trabalha a estratégia, você compreende de forma rápida a sua própria demanda e a do mercado de maneira geral. Basicamente, consegue entender:

  • a demanda de cada produto no futuro;
  • a localização da demanda;
  • o período de tempo.

Realizar essa previsão com eficiência e agilidade é uma grande vantagem competitiva.

Como funciona a previsão de demanda para estoque?

O primeiro ponto que vale frisar é que as características de cada nicho de mercado são muito especiais. Dessa forma, uma previsão de demanda de uma logística de atacado pode não funcionar da mesma forma com uma logística de produtos farmacêuticos, por exemplo.

Dependendo da empresa, a previsão de demanda pode ser realizada de forma restrita a partir dos dados de vendas, sazonalidade e atividades de marketing.

Porém, em outras situações, o estudo pode ser bem mais abrangente e envolver todos os departamentos do negócio. Embora não haja um padrão, pois cada empresa trabalha de forma particular, é interessante que essa previsão seja uma mescla de análises qualitativas e quantitativas.

Porém, independentemente da situação, é fato que uma boa previsão de demanda precisa envolver o histórico de pedidos e os números da logística da empresa.

Quais as vantagens da previsão de demanda para estoque?

Como uma estratégia que visa à melhoria de um dos pontos mais importantes para qualquer logística, a previsão de demanda é capaz de trazer diferentes vantagens. Entenda.

Melhor aproveitamento do estoque

A primeira vantagem é bem clara, tendo em vista que o trabalho realizado na previsão de demanda permite que a sua empresa aproveite ao máximo o próprio estoque.

Com o estudo prévio, taxas de defasagem e de acúmulo são controladas quase que por completo. Isso significa que a maior parte das mercadorias será aproveitada como o esperado, garantindo sempre um bom retorno sobre o investimento.

Redução de custos

Logicamente, se há menor incidência de avarias por excesso de mercadorias, há também uma redução de custos da sua empresa no tratamento do estoque. Além disso, um bom controle impede que você faça compras desnecessárias, abrindo espaço para que os investimentos sejam feitos em outras áreas do negócio.

Por fim, a previsão de demanda permite até mesmo que você planeje o plantel de funcionários para o controle de estoque, o que ajuda na contenção de gastos em contratações desnecessárias.

Facilidade na tomada de decisões

Outra grande vantagem da previsão de demanda para estoque é que, com ela, as suas decisões passam a ser completamente analíticas. Ou seja, baseadas em números e fatos, não mais em achismos ou intuições.

Esse novo cenário facilita e muito as tomadas de decisões. Não só sobre o estoque ou a logística, mas sobre a empresa em geral. Afinal, como vimos, com um estoque controlado você pode investir em outras áreas com muito mais confiança e tranquilidade.

Isso também vale para o fechamento de parcerias com transportadoras e fornecedoras, em que você terá números concretos para apresentar em relação ao seu fluxo de produtos.

Enfim, é fato que o seu estoque pode ser muito mais estratégico se trabalhado a partir da previsão de demanda. Evite dores de cabeça e prejuízos por causa de rupturas ou super lotação, garanta o retorno de investimento adequado com os seus principais ativos.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e saiba agora quais são as habilidades do profissional de logística do futuro.