inovações e tendências logistica 2021

Inovação Logística: Tendências e novas soluções do setor

Em 2021, provavelmente, os problemas de infraestrutura de transporte no país ainda não serão resolvidos. Porém, isso não significa que o setor não evoluirá significativamente. A inovação logística para os próximos meses se concentrará na tecnologia e em ideias inteligentes.

A transformação no setor é um processo inerente à nossa realidade. E quanto mais a tecnologia evolui, maior é o número de soluções e ideias que surgem para a logística. Elas são importantíssimas para que as empresas cresçam, superem as dificuldades ainda existentes em termos de infraestrutura e entreguem serviços de qualidade para os clientes.

Por isso, para que a sua empresa continue em alta neste novo ano, preparamos este artigo com as principais tendências e ideias da inovação logística de 2021. Continue lendo e confira.

Boa leitura!

Inovação logística 2021: rastreamento de navios

O rastreamento de caminhões hoje não é mais nenhuma novidade. O diferencial já é oferecido por inúmeras empresas logísticas, sendo um dos fatores irrevogáveis de compra para vários clientes.

A grande questão é o acompanhamento da mercadoria quando ela precisa atravessar o oceano. Manter o cliente atualizado durante essa transição ainda se mostra um grande desafio. Mas isso pode mudar em 2021.

Uma empresa europeia, que tem presença no mundo todo, criou uma plataforma para que esse rastreamento seja possível. Além de fazer o acompanhamento quando a operação está acontecendo, o software permite que clientes realizem cotações de fretes por navio a fim de encontrarem o melhor preço.

Inovação logística 2021: entregas de última milha

Em razão de infraestruturas obsoletas, muitas cidades já não conseguem comportar o volume de veículos que circulam diariamente em suas ruas e avenidas. E por apresentarem um tamanho extenso, caminhões de entrega têm ainda mais dificuldade para trafegar livremente.

Esse cenário é uma das razões para que algumas entregas atrasem justamente na “última milha”, feito dentro das cidades, próximas ao consumidor final.

A cada ano as empresas vêm se preparando para resolver esse ponto em questão. Em 2021 a tendência é que esse trabalho seja ainda mais bem-sucedido, com os gestores logísticos investindo mais em veículos pequenos ou utilizando aplicativos que focam justamente na resolução da entrega de última milha.

Inovação logística 2021: ponto de coleta

Outro desafio que tende a ser superado em 2021, e que sempre trouxe muita dor de cabeça para empresas de transporte, é a alta taxa de insucesso de entrega.

No novo ano, essa taxa pode ser resolvida com uma ideia simples e inovadora: a implementação de pontos de coleta em locais estratégicos. Uma ação que já existe e funciona atualmente, mas tende a ganhar força em 2021.

O intuito é espalhar pontos de retirada pela cidade, colocando as mercadorias em cofres inteligentes com câmeras de monitoramento, gavetas individuais e leitores QR code. Assim, a entrega fica à disposição do cliente, que pode acessá-la no momento mais conveniente. Alguns locais em que esses “cofres” podem ser implementados são:

  • Base das transportadoras;
  • Supermercados;
  • Shoppings.

Inovação logística 2021: parceria maior entre empresas e autônomos

Outro gargalo comum na logística nacional é a defasagem de caminhões em épocas de pico para o setor. Muitas vezes, empresas e transportadoras contam com frotas próprias, mas que ainda não são suficientes para atender o mercado em datas de maior apelo comercial.

Uma ótima inovação logística para resolver essa situação é maior aproximação entre empresas e caminhoneiros autônomos. Outra prática que também já é realidade, mas que tende a crescer em 2021.

Essa parceria pode acontecer, ou se fortalecer, tanto por iniciativa própria das empresas, oferecendo benefícios e condições diferenciadas para autônomos, quanto por meio de aplicativos que ligam o caminhoneiro ao embarcador.

Quem ganha com isso é o cliente, que difícil sofrerá com a falta de profissionais para realizar as entregas com mais rapidez e qualidade.

Inovação logística 2021: entrega com drones

Mesmo ainda soando como algo futurístico para algumas pessoas aqui no Brasil, a entrega por drones já se mostra corriqueira em cidades da Europa e Estados Unidos. Para nós, a inovação logística está justamente no fortalecimento da ideia em 2021.

Não que algumas empresas já não o façam aqui no país, a empresa MyView, por exemplo, já realiza delivery com robôs terrestres e drones. Mas o crescimento do mercado é uma tendência, e certamente muitos empreendedores nacionais abraçarão a ideia neste novo ano.

Enfim, a inovação logística estará a todo vapor em 2021, com soluções que podem ser utilizadas por empresas de todos os tamanhos. Independentemente da estratégia escolhida, o ideal é você sempre ficar atento às inovações, a fim de manter o padrão de qualidade dos seus serviços e também não perder nenhuma novidade do mercado.

Gostou do artigo? Então entenda mais sobre outra forte tendência logística: as mulheres no transporte de cargas.

caminhões elétricos na logística

Carros elétricos na logística para diminuir emissão de CO2

Recentemente a montadora Volvo anunciou o lançamento de carros elétricos e outros veículos para os setores da construção civil e transporte de cargas. Uma iniciativa vista como mais uma vitória na luta para a diminuição do CO2 na atmosfera.

A verdade é que embora o tema do aquecimento global não seja recente, ainda há pouca movimentação por parte das empresas para ajudar nessa causa. Por isso quando uma grande marca do setor de transportes age positivamente, vale a pena ser comemorado.

Mas, você sabe qual é a participação do setor logístico na luta contra o aquecimento global? E qual o impacto real dos carros elétricos nesse cenário? Para saber mais, continue lendo e confira a postagem que preparamos sobre o assunto.

Boa leitura!

Qual o papel da logística na luta contra a emissão do CO2?

Um estudo feito pela COP (Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas) mostrou que quase 15% de toda emissão de gases na atmosfera do planeta é feita pelo setor de transporte – esse número corresponde ao período anual.

Isso significa que o trabalho diário feito por empresas e caminhoneiros afeta diretamente o clima do nosso planeta, acelerando as consequências do aquecimento global. Ou seja, resumidamente: a logística tem um papel importantíssimo na luta contra a emissão do CO2. Aqui na RDR acompanhamos de perto as médias dos veículos, afinal quanto maior a média, menor é o gasto e a emissão de gases que impactam no meio ambiente.

Mas, é claro que ninguém lança gases nocivos na atmosfera de forma deliberada – bom, pelo menos é o que esperamos. A emissão de CO2 é proveniente da queima de combustíveis fósseis e, infelizmente, ainda não é possível parar de utilizar esse recurso. Mas então, o que fazer?

A logística no mundo não pode simplesmente parar suas atividades – os efeitos seriam tão aterrorizadores quando os do aquecimento global. Isso é um fato. Então, empresas e profissionais do setor devem adotar prática que diminuam a taxa de emissão de gases nocivos.

Uma das primeiras e mais impactantes ações é o desenvolvimento de produtos mais sustentáveis e menos prejudiciais ao meio ambiente, como é o caso dos carros elétricos citados na introdução – falaremos mais deles no próximo tópico.

Porém, há outras medidas mais simples e dentro do alcance de qualquer empresa que também ajudam a diminuir esse cenário mais preocupante. Um bom exemplo é a otimização de trajeto dos veículos. Vamos entender.

Otimização de rotas

Como explicado, a principal “contribuição” da logística para o aumento do efeito estufa diz respeito aos gases provenientes da queima de combustível. Ou seja, se os veículos rodarem menos, essa queima automaticamente será menor.

Para que isso seja possível sem causar prejuízos produtivos ou financeiros para as empresas, é preciso criar rotas que agilizem a movimentação dos veículos e reduzam a utilização deles mensalmente.

É importante também que haja um trabalho bem sincronizado e de excelência na separação e embalagem das mercadorias, garantindo que os produtos cheguem em perfeito estado às mãos dos clientes e evitando que os veículos voltem ao asfalto para realizar trocas e coletas.

A importância dos carros elétricos

Falando de maneira prática, os carros elétricos e outros veículos do mesmo modelo são a alternativa perfeita para que a logística contribua de maneira considerável na luta contra a emissão do Co2. Uma frota de carros elétricos é o que podemos chamar de uma logística verde perfeita.

Além de não emitirem gases provenientes da queima de combustíveis, esses veículos apresentam um arsenal tecnológico interessante para a área logística, contando com ferramentas que facilitam o trajeto, trazendo maior segurança para o motorista, além de melhorar a dirigibilidade do veículopor exemplo:

  • apps de comunicação;
  • câmeras;
  • GPS.

É claro que não se trata de uma iniciativa simples, mas também não é uma mudança futurista ou fora da realidade. É só pegarmos o exemplo da Volvo e da Tesla, que já fabricam e vendem carros elétricos com essas características.

Para a logística, essas empresas já oferecem caminhões e vans com capacidade de quase 1 tonelada e com autonomia para mais de 500 quilômetros. Se ainda não podem ser utilizados para grandes viagens, se mostram veículos perfeitos para rodar em zonas urbanas ou em cidades próximas umas das outras.

Enfim, a batalha contra a emissão de gases nocivos na atmosfera deve ser coletiva, afinal as consequências afetarão a todos em algum momento. Por isso a criação de carros elétricos deve ser comemorada sim.

Para empresários e investidores do setor logístico, o primeiro passo é investir em medidas mais sustentáveis, que tornem a rotina diária menos impactante ao meio ambiente. Além disso, é importante formar parcerias com transportadoras e fornecedores que investem na logística verde e estão alinhadas as nossas necessidades atuais.

Gostou do artigo? Continue no nosso blog e entenda como a inteligência artificial é importante para a otimização de rotas dos caminhões.

machine learning na logistica

Machine learning na Logística

O machine learning, sem dúvida, é uma das recentes ferramentas tecnológicas que mais traz benefícios para a logística. Afinal, em um setor no qual os processos externos cobrem boa parte das operações, contar com uma tecnologia que ajuda na previsibilidade faz toda a diferença.

Talvez, o único entrave que ainda atrapalha muitas empresas a usufruírem das vantagens da machine learning na logística é justamente a falta de conhecimento de seus gestores sobre o assunto. Ainda que muitos já utilizem os conceitos práticos em suas rotinas, há outros que acreditam se tratar de algo fora de alcance.

Então, para ajudar você e outros profissionais que ainda têm dúvidas sobre o assunto, a seguir, falaremos mais sobre como o machine learning se aplica no dia a dia logístico e quais são suas vantagens reais. Continue com a gente e confira.

Boa leitura!

Por que contar a machine learning na logística?

Apesar de ser algo revolucionário, o conceito do machine learning é até bem simples de entender. O nome “aprendizado da máquina” é autoexplicativo e aponta como a tecnologia funciona na prática. Por meio da inteligência artificial (IA), as ferramentas da sua empresa que contam com machine learning aprendem e conseguem desenvolver ou indicar novas práticas, ideias e conceitos para melhorar a rotina de trabalho.

Por exemplo, digamos que você utilize uma plataforma para a criação de rotas que funciona com a tecnologia do machine learning. A cada novo dado inserido, a ferramenta é capaz de aprender e apontar rotas mais seguras e que melhorem a produtividade dos caminhoneiros.

Os dados em questão podem ser justamente relatos de experiências anteriores dos próprios motoristas, informações de fontes confiáveis sobre segurança e condições da via, previsões climáticas, entre outros.

Com isso, a máquina se torna capaz de otimizar um processo que, historicamente, sofre muito com imprevisibilidade. Os motoristas saem mais preparados da empresa e seguindo destinos que ofereçam menor chance de contratempos.

De que outras maneiras o machine learning está revolucionando a logística?

Entendido o porquê o machine learning ser uma tecnologia condizente com a logística, confira agora como a ferramenta está revolucionando o dia a dia de muitas empresas do setor.

Melhor precificação de fretes

Com o machine learning a precificação de fretes tende a ser melhorada, pois a definição é feita com estudos e comparativos analíticos. Não há mais achismos ou incertezas. A tendência é de uma precificação que traga mais rentabilidade para o negócio e maior confiança para o cliente. E a cada novo frete realizado, mais aperfeiçoada será a próxima definição.

Maior controle das cargas

Além da criação e indicação de rotas mais seguras citadas anteriormente, o machine learning permite maior controle das cargas, pois trabalha em constante atualização. Com as informações inseridas por motoristas ou profissionais de dentro da empresa, a ferramenta de se atualiza e faz o acompanhamento real de fatores importantes, tais como:

  • tempo estimada para chegada;
  • condições da carga;
  • localização.

Otimização da cadeia de suprimento

Como você sabe, a cadeia de suprimento é formada por diversos processos e equipes. E, por mais que um profissional seja tecnicamente preparado, é humanamente impossível que ele consiga receber a analisar muitas informações.

Já com o machine learning é diferente. Além de receber uma quantidade imensurável de dados, a tecnologia consegue fazer novas análises e projeções de maneira instantânea. Por exemplo, com as informações passadas pelo controle de estoque, a equipe de compras recebe indicações sobre quais mercadorias devem ser adquiridas para que não haja rupturas.

Assim como o motorista recebe sugestões de novas rotas quando houver algum imprevisto durante a sua viagem. Toda cadeia interligada e aperfeiçoada.

Qual a importância da IOT e big data para o sucesso do machine learning?

Como você pôde notar ao longo da postagem, a eficiência do machine learning depende muito da obtenção de dados para análise e desenvolvimento da Inteligência Artificial. É por isso que a participação de outras tecnologias como o big data e IOT são essenciais.

O big data é justamente a ferramenta que permite o armazenamento de uma quantidade imensurável de dados. É a partir dele que o machine learning extrai informações suficientes para realizar previsões e análises.

Já o IOT (Internet das Coisas) é a tecnologia que integra todos os equipamentos da sua empresa à internet. Computadores, máquinas, caminhões, entre outros: todos interligados e repassando informações para o big data e machine learning através da grande. Uma integração que permite a IA do machine learning trabalhar sem a intervenção de terceiros.

Por falar em caminhões, os veículos autônomos estão entre as grandes tendências do machine learning para os próximos anos. Grandes empresas como a Amazon já realizam entregas mais curtas utilizando caminhões capazes de aprender a partir de informações externas.

Enfim, o machine learning já é uma realidade na logística e muitas empresas se beneficiam da tecnologia até para melhorar a comunicação com os seus clientes. Porém, não basta que apenas sua marca seja adepta a esse tipo de ferramenta. No setor logístico, nenhuma empresa trabalha individualmente, por isso é importante que parceiros como transportadoras e fornecedores também abracem a inovação em suas rotinas.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário.