O que é picking?

O picking é uma estratégia que visa nivelar a qualidade operacional das empresas do setor logístico. Afinal, não adianta oferecer produtos diferenciados e com preços acessíveis, se você não é capaz de cumprir os prazos esperados pelos clientes.

Todo empreendedor deseja que a sua empresa tenha um alto número de pedidos. Porém, quanto maior o volume, maior a responsabilidade nas etapas de separação e entrega. É nesse ponto que o picking faz toda diferença.

Para que você entenda o conceito e a importância do picking na logística, criamos este artigo com as principais informações sobre o assunto. Continue com a gente e confira. Boa leitura!

 

Entenda o picking

Basicamente, o picking é o processo em que acontece a localização, separação e a coleta de itens dentro de um depósito ou armazém após a finalização de uma venda. Ou seja, assim que o pedido do cliente é realizado, o produto é coletado por meio do picking.

Embora, à primeira vista, pareça uma operação simples, o picking é uma estratégia muito importante no aperfeiçoamento do serviço de uma empresa, sendo capaz de otimizar etapas que fazem toda diferença na experiência do cliente.

Afinal, assim que o usuário realiza a sua compra, o desejo dele é receber o produto o mais rápido possível. O pickcing é justamente a ação que torna essa dinamização possível.

Outra estratégia que melhora essa parte da jornada logística é o packing – que se concentra na embalagem e acomodação do produto para o transporte de entrega.

 

Quais são os tipos de picking?

Ainda que o objetivo final seja o mesmo, o picking pode ser realizado de diferentes formas. Conheça os quatro tipos da modalidade.

Picking discreto

O picking discreto acontece quando somente um profissional inicia e finaliza todo o processo de separação de mercadorias. É uma modalidade indicada para micro empresas ou estabelecimentos com um giro baixo de produtos.

As chances de erros são mínimas, porém, a otimização de tempo, que é uma das principais características da estratégia, é muito pouca.

Picking por lote

No picking por lote os colaboradores esperam acumular um número considerável de produtos para realizar a separação de vez. Com isso, vários trabalhos são realizados de maneira ordenada.

É uma estratégia interessante em termos de praticidade, mas que demanda uma maior organização a fim de evitar um acúmulo exagerado de pedidos.

Picking por zona

Essa é a modalidade que exige maior trabalho por parte da empresa. Primeiramente, o galpão é dividido em áreas, com diferentes categorias de produtos sendo acomodadas nessas áreas.

A seguir, todo produto que chega ao armazém é direcionado para sua correspondente zona, facilitando a execução do picking após a finalização dos pedidos.

Picking por onda

O picking por onda é semelhante ao ‘discreto’, com um colaborador ficando responsável por toda operação. A diferença é que, aqui, tudo acontece por meio de agendamento prévio, com o cronograma sendo baseado nas necessidades de cumprimento dos prazos.

 

 

Como implementar a estratégia corretamente na sua empresa?

Para implementar as diferentes modalidades de picking e extrair os benefícios corretos da estratégia, é preciso seguir alguns passos.

Organize o seu estoque

Manter um estoque organizado é parte vital para a execução da operação, pois grande parte do processo acontece nesse espaço. Por isso, você deve trabalhar para garantir um estoque:

  • com poucas distrações;
  • com boa sinalização;
  • limpo.

Monitore a entrada de mercadoria no estoque

Um bom controle de entrada de produtos é o que resultará em um mapeamento perfeito do estoque da sua empresa. Assegure que todas as mercadorias sejam vistoriadas por meio do código de barras antes de entrarem no estoque, mantendo uma atualização correta no sistema.

Destaque os produtos de alto giro

Para facilitar o seu processo é interessante que os produtos mais vendidos sejam colocados em locais mais acessíveis e com grande visibilidade, como, por exemplo, as entradas e saídas do estoque.

Aposte em tecnologia

Ferramentas tecnológicas sempre foram importantes no desenvolvimento logístico. Com softwares de controle, por exemplo, o gestor consegue monitorar toda entrada e saída de produtos, bem como localizar com maior facilidade as mercadorias no estoque.

Além de diminuir o número de falha humana, a automatização possibilita que a empresa evite gastos com retrabalhos ou desperdícios.

Supervisione a operação constantemente

Não é porque uma operação está, aparentemente, funcionando como o esperado que o monitoramento contínuo não deva acontecer.

Para garantir bons resultados no picking, o gestor precisa supervisionar  todas as etapas, verificando possíveis gargalos ou mesmo analisando possibilidades de maior aperfeiçoamento.

 

Quais as vantagens da implementação do picking?

Quando você tem um nivelamento na qualidade de todas as etapas logísticas, consegue extrair altos números positivos para a empresa. Uma atividade organizada reflete em benefícios em diferentes esferas, por exemplo:

  • otimização da rotina de trabalho dos funcionários;
  • maior credibilidade da empresa no mercado;
  • melhora na experiência do cliente.

A verdade é que não adianta oferecer bons produtos se a empresa se mostra deficiente na entrega de produtos. Para o consumidor, receber a mercadoria dentro do prazo é tão ou mais importante quanto ao preço do produto em si. Por isso, implemente o picking na sua empresa ou conte sempre com parceiras que trabalham dentro dessa estratégia de otimização.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *