Machine learning na Logística

O machine learning, sem dúvida, é uma das recentes ferramentas tecnológicas que mais traz benefícios para a logística. Afinal, em um setor no qual os processos externos cobrem boa parte das operações, contar com uma tecnologia que ajuda na previsibilidade faz toda a diferença.

Talvez, o único entrave que ainda atrapalha muitas empresas a usufruírem das vantagens da machine learning na logística é justamente a falta de conhecimento de seus gestores sobre o assunto. Ainda que muitos já utilizem os conceitos práticos em suas rotinas, há outros que acreditam se tratar de algo fora de alcance.

Então, para ajudar você e outros profissionais que ainda têm dúvidas sobre o assunto, a seguir, falaremos mais sobre como o machine learning se aplica no dia a dia logístico e quais são suas vantagens reais. Continue com a gente e confira.

Boa leitura!

Por que contar a machine learning na logística?

Apesar de ser algo revolucionário, o conceito do machine learning é até bem simples de entender. O nome “aprendizado da máquina” é autoexplicativo e aponta como a tecnologia funciona na prática. Por meio da inteligência artificial (IA), as ferramentas da sua empresa que contam com machine learning aprendem e conseguem desenvolver ou indicar novas práticas, ideias e conceitos para melhorar a rotina de trabalho.

Por exemplo, digamos que você utilize uma plataforma para a criação de rotas que funciona com a tecnologia do machine learning. A cada novo dado inserido, a ferramenta é capaz de aprender e apontar rotas mais seguras e que melhorem a produtividade dos caminhoneiros.

Os dados em questão podem ser justamente relatos de experiências anteriores dos próprios motoristas, informações de fontes confiáveis sobre segurança e condições da via, previsões climáticas, entre outros.

Com isso, a máquina se torna capaz de otimizar um processo que, historicamente, sofre muito com imprevisibilidade. Os motoristas saem mais preparados da empresa e seguindo destinos que ofereçam menor chance de contratempos.

De que outras maneiras o machine learning está revolucionando a logística?

Entendido o porquê o machine learning ser uma tecnologia condizente com a logística, confira agora como a ferramenta está revolucionando o dia a dia de muitas empresas do setor.

Melhor precificação de fretes

Com o machine learning a precificação de fretes tende a ser melhorada, pois a definição é feita com estudos e comparativos analíticos. Não há mais achismos ou incertezas. A tendência é de uma precificação que traga mais rentabilidade para o negócio e maior confiança para o cliente. E a cada novo frete realizado, mais aperfeiçoada será a próxima definição.

Maior controle das cargas

Além da criação e indicação de rotas mais seguras citadas anteriormente, o machine learning permite maior controle das cargas, pois trabalha em constante atualização. Com as informações inseridas por motoristas ou profissionais de dentro da empresa, a ferramenta de se atualiza e faz o acompanhamento real de fatores importantes, tais como:

  • tempo estimada para chegada;
  • condições da carga;
  • localização.

Otimização da cadeia de suprimento

Como você sabe, a cadeia de suprimento é formada por diversos processos e equipes. E, por mais que um profissional seja tecnicamente preparado, é humanamente impossível que ele consiga receber a analisar muitas informações.

Já com o machine learning é diferente. Além de receber uma quantidade imensurável de dados, a tecnologia consegue fazer novas análises e projeções de maneira instantânea. Por exemplo, com as informações passadas pelo controle de estoque, a equipe de compras recebe indicações sobre quais mercadorias devem ser adquiridas para que não haja rupturas.

Assim como o motorista recebe sugestões de novas rotas quando houver algum imprevisto durante a sua viagem. Toda cadeia interligada e aperfeiçoada.

Qual a importância da IOT e big data para o sucesso do machine learning?

Como você pôde notar ao longo da postagem, a eficiência do machine learning depende muito da obtenção de dados para análise e desenvolvimento da Inteligência Artificial. É por isso que a participação de outras tecnologias como o big data e IOT são essenciais.

O big data é justamente a ferramenta que permite o armazenamento de uma quantidade imensurável de dados. É a partir dele que o machine learning extrai informações suficientes para realizar previsões e análises.

Já o IOT (Internet das Coisas) é a tecnologia que integra todos os equipamentos da sua empresa à internet. Computadores, máquinas, caminhões, entre outros: todos interligados e repassando informações para o big data e machine learning através da grande. Uma integração que permite a IA do machine learning trabalhar sem a intervenção de terceiros.

Por falar em caminhões, os veículos autônomos estão entre as grandes tendências do machine learning para os próximos anos. Grandes empresas como a Amazon já realizam entregas mais curtas utilizando caminhões capazes de aprender a partir de informações externas.

Enfim, o machine learning já é uma realidade na logística e muitas empresas se beneficiam da tecnologia até para melhorar a comunicação com os seus clientes. Porém, não basta que apenas sua marca seja adepta a esse tipo de ferramenta. No setor logístico, nenhuma empresa trabalha individualmente, por isso é importante que parceiros como transportadoras e fornecedores também abracem a inovação em suas rotinas.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *