logística crise do corona virus

Soluções Logísticas em tempos de Covid-19

O Coronavírus afetou o mundo como nunca antes na história, e a maior parte dos setores viu o seu volume de operações diminuir consideravelmente em um tempo muito curto. Para evitar ainda mais prejuízos, as empresas tiveram que se adaptar e desenvolver soluções logísticas que superassem as barreiras impostas pelo Covid-19.

Em razão de a pandemia ter começado na China, um dos maiores parceiros internacionais de muitos países, a logística mundial foi uma das primeiras a sofrer com entraves e suspensão de serviços.

As empresas que entenderam a gravidade da situação previamente e/ou já trabalhavam dentro um sistema de inovação normalmente, saíram na frente e começaram a se adaptar para a nova realidade com mais facilidade.

Mas, quais foram as soluções logísticas tomadas pelas empresas? Como elas estão se adaptando em tempos de Covid-19? Quer entender melhor? Continue lendo e saiba tudo nesta postagem.

Boa leitura!

Alta demanda do e-commerce e as medidas de adaptação logística

Diferente de outros problemas macroambientes relacionados à saúde que surgiram no mundo nos últimos tempos, o Coronavírus não se limitou a uma região ou continente. O novo vírus se tornou uma pandemia e impactou, em proporções diferentes, todas as nações do globo. O Covid-19 se mostrou tão potente que foi capaz de paralisar eventos e operações:

  • Jogos olímpicos;
  • transportes;
  • serviços.

Além disso, em razão do distanciamento social determinado pelos órgãos de saúde, a maior parte dos estabelecimentos tiveram que fechar e a pessoas precisaram iniciar uma quarentena em seus domicílios.

Foi neste cenário, com as lojas físicas fechadas e a recomendação de distanciamento vigorando na maior parte do mundo, que as vendas online dispararam de maneira excepcional. Aqui no Brasil, por exemplo, as vendas remotas crescerem mais de 40% entre os meses de março e abril – segundo a Revista Exame.

O crescimento do e-commerce, automaticamente, impulsionou os serviços logísticos dentro do país. Mas, para atender a alta demanda e ainda respeitar as recomendações sanitárias, as empresas tiveram que se adaptar. Confira alguns exemplos de medidas para essa adaptação.

Embalagens para maior proteção

Como o Coronavírus age em qualquer superfície, a preocupação com a contaminação por meio de objetos aumentou bastante. Para evitar a propagação durante a execução dos serviços, as empresas passaram a investir mais nas embalagens de proteção.

Ao invés da embalagem simples ou convencional, os itens começaram a receber outras camadas a fim de evitar que os colaboradores ou outras pessoas tenham contato direto com a mercadoria até que ela chegue ao cliente.

EPI’s para os motoristas e funcionários

A segurança dos profissionais dentro e fora das empresas também precisou ser reforçada no período de pandemia. Como ainda não há uma vacina contra o vírus, a melhor ação continua sendo evitar a interação social e o contato direto com superfícies.

Por isso, EPIs como máscaras, luvas e até roupas de proteção foram inclusas à cartilha dos motoristas e de outros funcionários. Sem falar no álcool em gel para higienizar as mãos, bem como, as cabines dos veículos.

Quais são as soluções logísticas utilizadas durante a pandemia?

Além das medidas de adaptação para manter os serviços durante a pandemia, várias empresas ao redor do mundo tiveram que criar soluções logísticas para realizar entregas pontuais.

Como em alguns lugares as empresas só poderiam funcionar após rigorosas inspeções e em outros até mesmo o trânsito de veículos ficara proibido, foi preciso inteligência, investimento e criatividade em novas soluções logísticas. Entenda mais.

Dupla checagem higiênica nos produtos e veículos

Uma das soluções logísticas implementadas nesse novo cenário diz respeito à qualidade do serviço, com a dupla checagem higiênica nos itens e nos veículos. Como o risco de contágio é real, as empresas precisaram mostrar que estão fazendo a sua parte.

Dessa forma, antes de saírem para suas viagens, os veículos são vistoriados mais de uma vez, garantindo que todos estão seguindo à risca os protocolos de vigilância sanitária.

Robôs e drones fazendo delivery

Logicamente, a tecnologia também foi utilizada para a criação de soluções logísticas durante o período de pandemia. Nos Estados Unidos, por exemplo, empresas do setor logístico estão utilizando drones para entregar remédios na casa de clientes idosos – que se enquadram nos grupos de risco.

Também há empresas utilizando robôs móveis para realizar delivery de fast food, garantindo a entrega até mesmo em locais com o chamado lockdown – proibição total da circulação de pessoas.

Importância da escolha da transportadora certa

É claro que ninguém estava devidamente preparado para essa pandemia, porém, como dito, as empresas que começaram a agir previamente conseguiram se adaptar rapidamente. Não só isso, as marcas que já trabalhavam com uma gestão inovadora com certeza tiveram menos dificuldades em manter os serviços em alta qualidade nessa nova realidade.

Por isso, mais do que nunca, a escolha pela transportadora certa passou a fazer toda a diferença para o seu negócio. Como apresentado na postagem, várias soluções logísticas precisaram e precisarão ser tomadas para garantir a segurança de funcionários, clientes e produtos. Ao contar com um parceiro que não trabalhe dentro desse padrão, você só está aumentando os riscos para o seu negócio.

Repense a sua cadeia logística e não tenha prejuízo com a escolha de transportadora errada. Planeje em longo prazo: ter que economizar não é justificativa para abdicar da qualidade.

Neste momento tão complexo, a RDR agradece aos seus clientes, embarcadores e parceiros que continuaram acreditando no trabalho da empresa e se mantiveram lado a lado em uma parceria vitoriosa e que continuará a render bons frutos para todos por muitos anos.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *